terça-feira, 28 de setembro de 2010

Cidadania X Doação de Sangue

Ao contrário do que muita gente pensa, doar sangue não é um bicho de sete cabeças e pode ser bem simples.

Para que não falte sangue para os pacientes é preciso que a doação seja feita regularmente, e não apenas nos períodos de campanhas (como nas férias escolares ou em grandes manifestações populares, como o Carnaval e São João), cujo principal objetivo é reforçar os estoques de sangue por serem as épocas mais criticas do ano.

Programe-se para doar pelo menos duas vezes por ano. Você pode agendar sua doação de sangue quando tiver maior disponibilidade de tempo evitando os longos períodos de espera. E o melhor, doar sangue é um gesto que pode salvar vidas.

A Fundação Hemoba com sede em Salvador, na Avenida Vasco da Gama, tem convênio com hospitais em vários municípios do Estado da Bahia - Santo Antônio de Jesus, Alagoinhas, Jequié, Vitória da Conquista, Feira de Santana, Teixeira de Freitas, Camaçari e outros –  e abastece cerca de 40 hospitais e clínicas da rede pública e conveniada ao SUS, mantendo nos mesmos, estoques estratégicos para o atendimento de pacientes cirúrgicos, politraumatizados, com doenças graves,  e para reverter situações de risco daqueles que dependem de sangue e de seus componentes.

Sabemos que, principalmente, a falta de informação em saúde está dificultando  que se exerça a solidariedade e o dever social da doação de sangue, levando os hospitais a uma situação crítica, com estoque abaixo do que é necessário para  atender os pacientes que precisam de transfusão.
Não podemos esquecer que, a cada dia, a população aumenta nas áreas urbanas e, infelizmente temos convivido com todo tipo de violência, inclusive aquelas que causam hemorragias, expondo pessoas a risco de vida, o que é agravado pela situação de carência de sangue nos hospitais e exige, de cada um de nós, um empenho maior, na mobilização de novos doadores de sangue.

Requisitos para doação:
-   Estar em boas condições de saúde.
-   Ter entre 18 e 65 anos.
-   Estar alimentado, evitando alimentação gordurosa até 4 horas antes da doação.
-   Ter peso igual ou superior a 50 Kg.
-   Ter dormido pelo menos 6 horas.
-          Trazer carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de reservista, carteira de trabalho, passaporte, carteira de conselho regional ou documento equivalente com foto recente.

Alguns impedimentos temporários:
-          Estar gripado ou com febre.
-          Até um ano após da aplicação de tatuagem ou piercing.
-          Estar grávida, 3 meses após o parto ou amamentando.
-          Ter ingerido bebida alcoólica até 12 horas antes da doação.
-          Não devem ser aceitos para doação, candidatos que não tenham condições de interromper atividades que apresentem risco para si ou para outros por, pelo menos 24 horas após a doação.   

Alguns impedimentos definitivos:
-    Homens e mulheres com vários (as) parceiros (as) sexuais.
-    Se você teve hepatite após os 10 anos de idade.
-          Pessoas que usam drogas ou tóxicos.
-          Pessoas que se utilizam de material pérfuro-cortante ou que entram em contato com sangue humano, para desenvolver certas atividades.
-          Parceiros sexuais de pessoas doentes ou portadores do HIV.
-          Quem tiver sido contaminado com alguma doença sexualmente transmissível.
-          Outras condições serão avaliadas pelo profissional que fará a sua avaliação de saúde.

Após 60 dias de doação, os homens podem voltar a doar sangue, sendo no máximo de 4 doações por ano. Para as mulheres, o intervalo entre as doações é de 90 dias, sendo no máximo 3 doações por ano.

A doação pode ser feita:
Ø  Na sede da Fundação Hemoba, na Av. Vasco da Gama, ao lado do Hospital Geral do Estado, em dias úteis no horário de 7h 30min às 18h 30min, e aos sábados de 7h 30min às 12h 30min.


Doar sangue não engorda ou emagrece, não traz vício, e não transmite doença durante a retirada do sangue, pois todo material utilizado é descartável.